SOBRE

Oráculos

Hoje em dia, o termo Oráculo é atribuído ao instrumento ou meio pelo qual a pessoa recebe respostas.

Os oráculos são ferramentas formadas por arquétipos que ressoam dentro de nós, seja nos aspectos mais banais do dia a dia, seja dos aspectos mais profundos do nosso inconsciente.

Vamos explicar!

Oráculos | Café com Tarot
O inconsciente coletivo é um conceito trazido pelo psicólogo suíço Carl Jung, onde todas as experiências de vida das pessoas (minhas experiências, suas, do vizinho, etc) ficam armazenadas. E é neste “mar” de informações que os arquétipos estão inseridos.

O arquétipo é o modelo padrão de tudo que existe, são imagens primordiais que vem do inconsciente coletivo. Por exemplo, temos o arquétipo da mãe, o arquétipo do executivo, do esportista, da cadeira, etc. Os arquétipos contidos nos oráculos retratam situações que eu, você e todos nós passamos, estamos passando ou passaremos em algum momento de nossas vidas.

Os oráculos funcionam através da sincronicidade, outro conceito de Jung, que explica que tudo no Universo está interligado por algum tipo de vibração. As dimensões física e não física estão em algum tipo de sincronia, chamadas coincidências.

Jung acreditava que as coincidências poderiam ser entendidas como fenômenos psíquicos (pensamentos/eventos) que poderiam acontecer simultaneamente, mesmo que estivessem fisicamente distantes.

Resumindo, tudo está gravado no inconsciente coletivo, e quando abrimos um oráculo com a intenção de receber uma orientação, nós captamos aquela informação por sincronicidade.

Os oráculos atuam como um ponte entre o consciente e o que está oculto dentro de nós.

Outra vertente acredita que o oráculo funciona através da captação de respostas, normalmente vindas de uma divindade, entidade, mentor, espírito, cigano, anjo da guarda, etc.

A intuição vai se desenvolvendo à medida que for trabalhando com os oráculos. E acredito profundamente que se você se conecta com a espiritualidade, tem mais clareza nas respostas.

Os oráculos existem na humanidade desde tempos imemoriais. Eles foram uma das primeiras formas que o ser humano encontrou para se relacionar com a divindade.

No sentido etimológico a palavra Oráculo é a resposta dada por uma divindade através das artes divinatórias. Também designa o oraculista, a pessoa que transmite a resposta, ou ainda, o local sagrado onde as respostas eram obtidas.

As civilizações antigas consultavam oráculos para diversas finalidades. Na mitologia escandinava, Odin levou a cabeça do deus Mimir para Asgard para ser consultada como oráculo. Na tradição chinesa, o I Ching foi usado para adivinhação na dinastia Shang. Na Grécia o oráculo consultado era Delphos, onde havia uma sacerdotisa (pitonisa) que fazia as interpretações.

O oráculo sobreviveu através dos tempos como uma ferramenta de adivinhação. Este é o uso procurado pelas pessoas de forma geral. Porém os oráculos são muito mais do que isto. Eles trazem profundidade ao presente, são portais para a compreensão humana e para a sabedoria interior.

O Tarot capta a energia do consulente e das pessoas envolvidas e mostra como a situação pode se desenrolar. Geralmente a interpretação feita pelo oraculista vai te trazer orientações para que você possa atrair ou afastar aquela situação.

Mas o ponto chave é que sempre vai depender do livre-arbítrio da pessoa, seja ela o consulente ou alguém envolvido. A pessoa tem a liberdade de escolher seguir numa direção contrária a previsão. A energia estava na aura dela, mas a pessoa pode se decidir por outro caminho.

Por isso sempre digo, que a melhor forma de prever o futuro é criá-lo. Nós criamos nosso futuro com as nossas atitudes, pensamentos e sentimentos de hoje.

Desta forma fica claro que a previsão do futuro não agrega nada da vida da pessoa, pois ela pode se concretizar ou não, dependendo das suas atitudes ou das atitudes de outra pessoa.

Este é o verdadeiro propósito dos oráculos. Trazer autoconhecimento, sabedoria e orientação. Com a abertura do oráculo é possível captar o momento de vida que a pessoa está passando e quais seriam as atitudes que ela deve procurar tomar.

Exemplo: Ao invés de perguntar, vou arrumar um namorado? Deveria perguntar: O que eu posso fazer para atrair uma pessoa legal? Quais são os pontos que tenho que trabalhar em mim para que minha vida amorosa flua?

Entende a diferença? Porque se a pessoa tem baixa autoestima, por exemplo, mesmo que o tarot disser que vem alguém em 3 meses, ela vai se autossabotar e essa pessoa não vai conseguir se aproximar. O oráculo errou? Não. Toda a energia conspirava para isto acontecer, porém os bloqueios internos da pessoa afastaram aquela situação.

  • Tarot

  • Baralho Cigano

  • Borra de Café (cafeomancia)

  • Bola de Cristal (scrying)

  • Búzios

  • I Ching, entre outros.

VEJA ALGUNS

Tipos de Oráculo