Com o passar do tempo e com a evolução das sociedades nosso estilo de vida passou a ser acelerado, agitado e cheio de estímulos. Perdemos a conexão com a Sabedoria Infinita que reside dentro de nós.

O período de silêncio intencional vai ajudar a reduzir o estresse, assim começará o dia com mais clareza e paz de espírito. Nos permite manter o foco do que é mais importante na vida, além de aumentar nossa sensibilidade e intuição.

Não é à toa que os mestres dizem que todas as respostas estão dentro de nós. Do poder da prece à mágica da meditação, algumas das maiores mentes da história usaram o silêncio intencional para transcender as limitações e criar resultados extraordinários.

Como Matthew Kelly disse de modo tão eloquente em seu bem-sucedido livro O ritmo da vida:

“Você pode aprender mais em uma hora de silêncio do que em um ano de leituras”.

O silêncio é uma das melhores formas de reduzir bem rápido o estresse, aumentando também o autoconhecimento e ganhando a clareza que vai lhe permitir manter o foco diário em seus objetivos, suas prioridades e no que é importante para sua vida.

Como fazer?

Você pode escolher uma das opções abaixo:

  • Meditação livre
    Relaxe e respire, sente em um lugar confortável, feche os olhos e concentre-se em sua respiração. Não precisa forçá-la, apenas perceba o ar que entra e o ar que sai. Não pense em nada. Se vier um pensamento, assim que se der conta dele, volte a prestar atenção à respiração.

  • Meditação guiada
    São técnicas onde você pode ser guiado por um áudio ou ter um roteiro de como fará o exercício. Nesta forma de meditação focamos um objetivo específico: meditação para autoestima, meditação para antes de dormir, para acordar, para relaxar, etc.

  • Oração

  • Reflexão

  • Respiração profunda

  • Pensamentos de gratidão

Técnicas que você pode utilizar

Seguem algumas recomendações do que fazer no período de silêncio intencional.

Beijos ♥
Fernanda Filippini (Selene)

Desafio: Tenha a vida dos seus sonhos!

Se você aceitou o desafio dos 30 dias para ter a vida que sempre quis, confira a sequência de artigos.